29/01/2012
Lei Seca Maricá
Crise na segurança de Maricá

Desde a chegada do novo delegado da 82ª DP José William Medeiros na cidade de Maricá, uma crise se instalou na segurança pública trazendo consequências graves para a população da cidade. A Polícia Militar reclama que falta uma maior integração e a imprensa local por sua vez reclama que o novo delegado não repassa as informações para serem divulgadas.

Segundo os policiais militares a nova conduta da delegacia, administrada pelo delegado José William está dificultando o trabalho que a Polícia Militar vem desenvolvendo na cidade pelo qual vem retirando da Rua traficantes com entorpecentes e prendendo assaltantes de residências. “Em dois casos, o delegado não prendeu os meliantes sob afirmação que não havia flagrante, mesmo quando o fato era verídico. Aí fica complicado o nosso trabalho”. Comentou um Policial Militar da 4ª Cia.

Em São José do Imbassaí, a moradora Débora Lima, 36 anos, comentou sobre a situação: “Eu vejo os policiais militares trabalhando com baixos salários e vira e mexe acompanho as prisões que eles vêm efetuando. Mas eu fico decepcionada quando um ladrão é capturado e solto logo em seguida solto. Sei que a culpa nem sempre é da delegacia de Polícia, mas poderiam pelo menos fazer de tudo para deixá-los presos né?” Contou Débora.

A imprensa local procurou o delegado já no primeiro dia para uma entrevista coletiva para sua apresentação, mas José William comentou que qualquer informação teria de ser procurada na ASCOM da Polícia Civil.

O secretário de segurança de Maricá, delegado Alexandre Neto procurado por nossa equipe ressaltou a importância da união entre as polícias e comentou que o novo delegado precisa ser mais flexível e atender aos anseios da população fornecendo as informações necessárias para a imprensa local divulgar os reais acontecimentos da cidade.

A imprensa de Maricá não pode ser censurada. Divulguem!

Tags Prefeitura Maricá Educação