03/10/2002
Comunidades em Ação
COMUNIDADES@bol.com.br
 Tudo acaba em DITADURA.
Oproblema de qualquer regime político ou paralelo é que sempre tende a acabar numa ditadura. O homem é um ditador inato. Agente nasce ditando regras.Constado isso no meu filho quando tinha dois anos, que, caso se sinta relegado ao segundo plano, quando, por exemplo eu conversava com o meu sobrinho na sua presença, virava meu rosto na sua direção e mandava:
"papai, olha pro Antonio !" Um amiguinho do meu sobrinho (hoje rico e famoso) quando ganhou a primeira televisão, ficava na frente dela, impedindo que a turma da rua assistisse ao programa da XUXA, pois a televisão ERA DELE.
Muitos lutaram contra a ditadura militar que  impunha aos brasileiros a sua única e exclusiva vontade, considerando subversivo e exclusiva vontade , considerando subversivo tudo o que não fosse por ele estipulado. O povo foi para as ruas contestar a imposição daquela autoridade em nome de Lenin,Stalin,Trotsky,Mao e Fidel, que pregavam o socialismo que, como outros regimes, também acabou descambando pro autoritarismo.
Na tão almejada Democracia, Bush diz mata, o diabo esfola.
Minha geração ficou entalada entre a ditadura militar e a do tráfico que igualmente julga, tortura mata e esconde o cadáver. Não era isso que queríamos dizer com o povo no poder.
Queríamos, sim, a igualdade de classes e uma vida mais justa.E agora, o que faremos, nós cidadãos comuns, presos em nossas gaiolas, apavorados com a segurança de nossos filhos e parentes, impotentes diante desse impasse?
Nós que queremos a paz e não a guerra, que já não temos dois anos de idade e portanto já aprendemos a respeitar o direito do outro e seus territórios, o que podemos fazer? Tentar construir e pôr em prática um regime de introspecção, conscientização e paz, o único que pode fazer um homem perceber no outro a extensão de si mesmo.
Sem que isso seja considerado uma eterna utopia....